Esquizofrênia um doença que afeta milhões de pessoas de difícil convivência


O psiquiatra Afonso de Albuquerque membro do conselho brasileiro de psiquiatria diz que a pessoa que sofre de esquizofrenia pode falar incoerentemente, deixar de falar, ter respostas emocionais desadequadas, humor embotado ou neutro, ausência de respostas emocionais ou períodos longos de exaltação ou depressão, ideias de perseguição e grandeza, falsas crenças patológicas que não são corrigíveis pela razão, são pessoas ignorantes de difícil convivência, mas o pior das situações o esquizofrênico implica com algumas pessoas principalmente da família, neste caso tudo que as pessoas dizem elas não aceita, mesmo sendo em situações de ajuda.


Lidar com pessoas esquizofrênicas é um sofrimento tanto para o esquizofrênico quanto para quem convive com elas, com um tratamento farmacológico adequado, grande parte destes sintomas atenuam-se ou desaparecem, mas o difícil é convencer para o tratamento, pois nenhum doente mental reconhece ou admite estar doente e precisar de tratamento é uma tarefa dura para família. 

Quando as pessoas sofrem com oscilações constante das emoções, raiva e longos períodos de tristeza, quantas delas você acha que procuram um psicólogo ou psiquiatra? Pouquíssimas.

Transtornos mentais são doenças sérias, causadas por um desequilíbrio nos neurotransmissores (tais como dopamina e serotonina), que funcionam como reguladores de humor e controlam o sono, o estresse e assim por diante.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Contato!