Goiás envia 16 carretas e 200 toneladas de donativos aos gaúchos

Governador Ronaldo Caiado e primeira-dama Gracinha Caiado acompanharam os preparativos para a saída do comboio, na manhã desta sexta-feira (10/05), em Goiânia; veículos levam alimentos, água potável, roupas e medicamentos_ Donativos arrecadados por meio de campanhas do Governo de Goiás, empresas e população serão levados ao Rio Grande do Sul, nesta sexta-feira (10/05), para apoiar as famílias vítimas da enchente da última semana. O governador Ronaldo Caiado e a coordenadora do Goiás Social e primeira-dama Gracinha Caiado acompanharam os últimos preparativos para a partida do comboio de 16 carretas, em uma área ao lado do Estádio Serra Dourada, em Goiânia.Com 200 toneladas alimentos, água potável, roupas, colchões e medicamentos, os veículos devem chegar em solo gaúcho entre domingo e segunda-feira. “Esses produtos serão levados para atender vidas. Por isso, estamos colocando carinho ao embalar cada item, discriminando e organizando os pacotes para facilitar a vida daqueles que já estão em dificuldade”, enfatizou o governador, após afirmar que a tragédia merece “dedicação” por parte dos governantes de todo o Brasil. A remessa inclui 60 toneladas de cestas básicas, 100 mil litros de água, 42 toneladas de roupas, cobertores e 10 mil unidades do alimento Mix do Bem, além de kits de medicamentos. O comboio terá livre trânsito nas praças de pedágio ao longo do trajeto de mais de 2 mil quilômetros. “Agradeço por esse trabalho desenvolvido por vocês e digo que nós teremos outros comboios partindo de Goiás, principalmente com medicamentos, que é o que mais nos preocupa neste momento”, acrescentou Caiado.“Estamos enviando também mil filtros de barro, porque muitas localidades estão sem energia elétrica e essa é a maneira mais fácil de filtrar água para beber”, explicou a primeira-dama. Ela pediu à população que continue fazendo doações, já que a arrecadação seguirá até o dia 22 deste mês. Os quartéis do Corpo de Bombeiros estão entre os pontos de coleta. “Se cada um se colocar no lugar daquelas pessoas, a gente consegue ajudar muito mais. Juntos, nossa ajuda é muito maior”. De acordo com o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Washington Luiz Vaz Junior, a equipe de 21 servidores de Goiás vai continuar no estado pelo tempo que for necessário. Além disso, a corporação colocou seu helicóptero à disposição do governo gaúcho. “Nós estamos falando aqui de um desastre que pode perdurar no mínimo 10 dias ou até se estender por 30 dias”, alertou. As Secretarias de Desenvolvimento Social (Seds), de Indústria e Comércio (SIC) e Esporte e Lazer (Seel) também estão mobilizadas.*Solidariedade*Diretor da Rit Log, uma das dezenas de empresas que colaboraram com a campanha, o empresário José Liandro Tavares afirmou que a solidariedade de funcionários e amigos foi surpreendente. “Desde segunda-feira, eu fiz um programa junto com meu marketing nas redes sociais para arrecadar mantimentos para levar e aí o pessoal foi trazendo. São 80 toneladas de água, 40 toneladas de cesta básica e 30 toneladas de roupas, agasalhos, essas coisas. Deu 150 toneladas no total”, comemorou.*Doações*- Saneago: 50.400 mil copos de água- N e L (Grupo José Alves): mil caixas de produtos de limpeza – Ypê Mineradora: 1.000 galões de água 5 Lts- Caramuru Alimentos: 4 mil pacotes de fubá e 3,5 mil litros de óleo de soja- OVG: mil filtros de água, mil colchões, 5 mil cobertores, 10 mil Mix do Bem- Assembleia Legislativa: 1,5 toneladas de cestas básicas e 2 toneladas de ração animal- Cufa: 3 toneladas de medicamentos – Comando de Operações da Defesa Civil / Empresa Rit Log – 100 toneladas de água mineral, 30 toneladas de cestas básicas, 42 toneladas de cobertores e roupas. _Fotos: Hegon Correa e Wesley Costa_ *Legenda:* A solidariedade dos goianos abastece 16 carretas com mantimentos para a população do Rio Grande do Sul

Secretaria da Comunicação – Governo de Goiás

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Contato!