PF prende Ex-governador do Tocantins e a mesma ação ocorre em Goiás na investigação de Marconi

A mesma ação que prendeu o ex-governador do Tocantins, ocorre também em Goiás na investigação do ex-governador Marconi Perillo

O ex-governador de Tocantins Marcelo Miranda (MDB) foi preso pela Polícia Federal (PF), nesta quinta-feira (26/9), em Brasília. O emedebista é alvo da Operação 12º Trabalho, que visa desarticular organização criminosa envolvida em várias investigações da corporação, como a Lava-Jato e a Reis do Gado. Estimam-se prejuízos de mais de R$ 300 milhões aos cofres públicos. De acordo com a PF, o grupo é suspeito “de manter um sofisticado esquema para a prática constante e reiterada de atos de corrupção, peculato, fraudes em licitações, desvios de recursos públicos, recebimento de vantagens indevidas, falsificação de documentos e lavagem de capitais; sempre com o objetivo de acumular riquezas em detrimento dos cofres públicos’.

Além da PF, a Operação 12º Trabalho é resultado de um trabalho conjunto com o Ministério Público Federal (MPF) e a Receita Federal. Além da detenção de Miranda, aproximadamente 70 policiais cumprem 11 mandados de busca e apreensão e mais dois de mandados de prisão preventiva, todos expedidos pela 4ª Vara Federal de Palmas (TO). A mesma ação além de ocorrer no Tocantins, ocorre também em Goiás na investigação do ex-governador Marconi Perillo, mas por incrível que pareça os políticos do PSDB são difíceis ir presos, ainda não sabemos o motivo deles estarem sempre impunes.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *